PASSADIÇOS GAIA/ESPINHO: 16 km à beira mar

PASSADIÇOS GAIA/ESPINHO: 16 km à beira mar

1 – Onde começar o percurso:

Os passadiços começam em Gaia, mas não junto à foz do rio Douro: o seu início é na praia da Afurada. Como queria fazer o percurso até Espinho e regressar a Gaia de comboio, optei por deixar o carro estacionado junto à estação de Gaia Devesas e apanhei um táxi até à praia da Afurada, onde iniciei o percurso.

2 – Condições dos passadiços e o que levar:

Os passadiços estão em ótimas condições e têm poucos desníveis, pelo que podem ser percorridos mesmo por quem se desloque em cadeira de rodas. O esforço físico é mínimo, o que torna o passeio muito agradável. Já perto de Espinho, alguns troços do caminho não são em madeira, mas estão em ótimo estado, permitindo caminhar sem qualquer dificuldade.

Para fazer os passadiços, pode optar por levar uma mochila com comida e bebidas, ou então ir parando nos muitos cafés e restaurantes que vai encontrando ao longo do caminho.

3 – Pontos a salientar:

Os passadiços permitem caminhar sobre as dunas sem danificar o ecossistema e apreciar as plantas típicas desse ecossistema, como os canaviais, o cardo-marítimo, o ouriço das dunas e muitas outras.

Um dos locais mais bonitos para visitar nesta caminhada é a Capela do senhor da Pedra, situada em Miramar. Esta capela ergue-se sobre os rochedos e foi construída em 1686, tendo sido alvo de remodelações ao longo do tempo, até porque durante o Outono/Inverno é batida pelas ondas do mar, o que torna as reparações inevitáveis. Os passadiços passam muito perto da capela, bastando percorrer a pé uma pequena extensão de areia.

A praia do Senhor da Pedra está entre as 10 praias mais bonitas da Europa, com um extenso areal e bandeira azul.

4 – O regresso a Gaia:

Se pretender, pode jantar e pernoitar em Espinho, num dos muitos alojamentos que lá existem, para os mais variados preços. Eu optei por ficar na Pousada da Juventude, o que não foi a melhor escolha. Embora tenha boas condições e preços, fica bastante longe do centro de Espinho e da estação de comboios, o que me obrigou a andar de táxi de um lado para o outro. É preferível escolher um alojamento no centro da cidade, para evitar perder tempo e dinheiro. A viagem de comboio entre Espinho e Vila Nova de Gaia é muito cómoda, barata e bonita, pois é quase sempre à beira mar. É o final perfeito para um ótimo passeio!

3 Comments to “PASSADIÇOS GAIA/ESPINHO: 16 km à beira mar”

  1. Que lindo esse lugar.
    Dá pra tirar fotos lindas.
    Amei

  2. Opaaaa!!!
    Adorei as dicas, agora em setembro viajarei para Portugal, então estou correndo atra´s de dicas boas como as suas!!!
    Valeeeeu!!!
    bjks
    Shirley Rodrigues Diniz
    #ClickFB
    http://www.sociedadedoesmalte.com.br/2019/07/jeanscinturaalta-studio35-com.html?fbclid=IwAR3Jq1RJQxyIlORsLrzDNnE2cFLghRI7t7XA3hNrOMULXbh5fZXqAcSG0d4

  3. Cintia diz:

    Que lugar lindo. Já senti vontade de conhecer cada pedacinho dele

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *